Autismo infantil: acolhimento e tratamento pelo sistema único de saúde

Sônia Cardoso Moreira Garcia, Mayara Andrine do Nascimento, Marília Pereira

Resumo


O presente artigo trata de revisão de literatura e versa sobre o diagnóstico do Transtorno do Espectro Autista em crianças, o acolhimento oferecido à família e ao tratamento multidisciplinar oferecidos pelo SUS – Sistema Único de Saúde, em âmbito nacional. O referido tema torna-se objeto deste estudo, pois não hápublicações que correlacionem os uni termosde maneira integrativa às várias áreas profissionais nos bancos de dados SCIELO, MEDLINE, PUBMED e LILACS, utilizando palavras em português, inglês ou espanhol, no período de 10 anos. Para isso, a pesquisa será norteadapelas Dimensões Novikoff(2010).O autismo caracteriza-se pelo desenvolvimento atípico e inadequado das linguagens e comunicação, meio social e emocional, além de apresentar interesses e atividades restritas. Devido ao crescente aumento do diagnóstico de transtornos neuropsiquiátricos, torna-se necessário que profissionais em todas as áreas da saúde atuem em equipe, para um completo amparo à criança e sua família. O acolhimento global deve ser assegurado, atodas as famílias, pelo SUS e, devido à escassez de artigos multidisciplinaresna área, este estudo torna-se relevante uma vez que se propõecompreender se há, de fato, um amparo oferecido aos portadores de autismo.


Texto completo:

PDF

Referências


AMARAL, Lais David; PORTILHO, Jorge Alberto Cordón; MENDES, Silvia Carolina Teixeira. Estratégias de acolhimento e condicionamento do paciente autista na Saúde Bucal Coletiva. Tempus Actas de Saúde Coletiva, [S.l.], v. 5, n. 3, p. pg. 105-114, dez. 2011. ISSN 19828829. Disponível em . Acesso em 28 de Abril de 2016.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil: promulgada em 5 de outubro de 1988. Art. 196. Disponívelem Acesso em 03 de Maio de 2016.

BRASIL. Lei nº 8.080, de 19 de setembro de 1990. Brasília, DF: [s.n], 1990. Disponível em Acesso em 03 de Maio de 2016.

BRASIL. Lei nº 10.216, de 06 de abril de 2001. Brasília, DF: [s.n], 2001. Disponível em Acesso em 03 de Maio de 2016.

BRASIL. Lei nº 12.764, de 27 de dezembro de 2012. Brasília, DF: [s.n], 2012. Disponível em Acesso em 04 de Outubro de 2016.

CAMARGO, Síglia Pimentel Höher; BOSA, Cleonice Alves. Competência social, inclusão escolar e autismo: revisão crítica da literatura. Psicol. Soc., Florianópolis , v. 21, n. 1, p. 65-74, Apr. 2009 . Disponível em . Acesso em 28 de Abril de 2016.

CAMARGOS JUNIOR, Walter. Custo familiar com autismo infantil. Belo Horizonte.Instituto de Previdência dos Servidores de Estado de Minas Gerais, 2010. Disponível em Acesso em 28 de Abril de 2016.

EBERT, Michele; LORENZINI, Elisiane; SILVA, Eveline Franco da.Mothers of children with autistic disorder: perceptions and trajectories. Rev. Gaúcha Enferm., Porto Alegre , v. 36, n. 1, p. 49-55, Mar. 2015 . Disponível em . Acesso em 28 de Abril de 2016.

ERDMANN, AlacoqueLorenzini; ANDRADE, Selma Regina de; MELLO, Ana Lúcia Schaefer Ferreira de; DRAGO, Lívia Crespo. A atenção secundária em saúde: melhores práticas na rede de serviços. Rev. Latino Americana de Enfermagem. Ribeirão Preto. v. 21, n. spe, p. 131-139, Fev.2013. Disponível em Acesso em 20 de Maio de 2016.

FURTADO, LuisAchilles; BRAYNER, José Clauber; SILVA, Lucas Silveira. Transtornos globais de desenvolvimento e saúde pública: uma revisão integrativa. Rev. Percurso Acadêmico. Belo Horizonte. v. 4, n. 8, p. 283-297, jul/dez. 2014. Disponível em Acesso em 28 de Abril de 2016.

LIMA, Rossano Cabral et al . Indicadores sobre o cuidado a crianças e adolescentes com autismo na rede de CAPSi da região metropolitana do Rio de Janeiro. Physis, , v. 24, n. 3, p. 715-739, set. 2014 . Disponível em Acesso em 04 de Outubro de 2016.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Portal da Saúde (Brasília, DF). Mais sobre serviços disponíveis em saúde mental. Disponível em Acesso em 15 de Maio de 2016.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Brasília,DF). O SUS de A a Z: Garantindo saúde nos municípios. ISBN 978-85-334-1552-2. 2009. Disponível em Acesso em 19 de Maio de 2016.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas (Brasília,DF). Diretrizes de Atenção à Reabilitação da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista (TEA). ISBN 978-85-334-2089-2. 2013. Disponível em Acesso em 30 de Setembro de 2016.

NETRVAL, Danielle Azarias Defense. Proposta de modelo de indicadores de qualidade para o atendimento oferecido aos indivíduos autistas na cidade de São Paulo. 2014. Tese (Doutorado em Comunicação Humana) - Faculdade de Medicina, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014. Disponível em Acesso em 27 de Setembro de 2016.

NOVIKOFF, Cristina. Desafiosda Práxis Educacional à Promoção Humana naContemporaneidade, Rio de janeiro, Reproarte, 2010.

SANTOS, Darci Neves; CARVALHO, Marjorie Moreira de; PINHO, Márcia Andrade; NUNES, Ana Paola Robatto. Atendimento em psiquiatria da infância e adolescência em serviços públicos de Salvador. Rev. Baiana de Saúde Pública. Salvador, v. 29, n. 1, p. 35-42, Jan/Jun. 2005. Disponível em Acesso em 28 de Abril de 2016.

SILVA, Andréa Neiva da; SENNA, Marcos Antônio Albuquerque de. Fundamentos em saúde bucal coletiva. Rio de Janeiro: MedBook, 2013.

SMEHA, Luciane Najar; CEZAR, Pâmela Kurtz. A vivência da maternidade de mães de crianças com autismo. Psicol. estud., Maringá , v. 16, n. 1, p. 43-50, Mar.2011.Disponívelem . Acesso em 28 de Abril de 2016.

UNTOIGLICH, Gisela. As oportunidades clínicas com crianças com sinais de autismo e seus pais. Estilos clin., São Paulo , v. 18, n. 3, p. 543-558, dez. 2013 . Disponível em . Acesso em 28 de Abril de 2016.

ZAMPIROLI, Wheber Christiano; SOUZA, Valdilene Magno Pinto de. Autismo infantil: uma breve discussão sobre a clínica e o tratamento. Rev. Pediatria Moderna. v. 48, n. 4, p. 126-130. Abr. 2012. Disponível em Acesso em 28 de Abril de 2016.




DOI: https://doi.org/10.22408/reva12201735124-135

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Flag Counter

Revista Valore 
ISSN: 2525-9008