DESCARTE DE ÓLEO DE COZINHA NO MUNICIPIO DE FORMOSA DO OESTE: DIAGNÓSTICO E EDUCAÇÃO AMBIENTAL EM ENSINO FUNDAMENTAL

Pollyanna Santos Gimenes, Eliane Sebeika Rapchan

Resumo


A produção de soja é a principal cultura da agricultura brasileira, é realizada em grande escala, fazendo do Brasil o segundo maior produtor do mundo. O óleo de soja é largamente utilizado pelos brasileiros, entretanto o descarte incorreto pode trazer danos econômicos, além de danos ambientais como a contaminação de solo e água. O objetivo deste artigo é diagnosticar a forma de descarte do óleo de cozinha no município de Formosa do Oeste, Paraná, a fim de fornecer subsídios para a elaboração de um programa municipal de reciclagem de óleo. Para isso, um questionário com sete perguntas objetivas, foi aplicado às famílias de 62 alunos do 4ºano de uma escola de ensino fundamental. Posteriormente, os dados foram colocados em gráficos e analisados. Os resultados mostram que, embora a população pesquisada tenha apresentado índices baixos (35%) de reciclagem do produto e índices moderadamente altos (65%) de descarte incorreto, a maioria tem interesse tanto em reciclar (95%), e doar produto (90%). Embora os estudos precisem abordar uma parcela maior da população para serem mais conclusivos, pode-se inferir que a população descarta o óleo de maneira incorreta, mas possui interesse em realizar a disposição do resíduo no ambiente de forma correta e segura.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22408/reva312018106446-453

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Flag Counter

Revista Valore 
ISSN: 2525-9008