Desafios da gestão escolar em meio as discussões de identidade, diferença e diversidade cultural no âmbito educativo

Maria Thaís de Oliveira Batista

Resumo


Este artigo tem o objetivo de analisar a função da gestão escolar frente à diversidade cultural na escola, no tocante aos desafios cotidianos à questão, bem como compreender as potencialidades do projeto político pedagógico nesse processo, em meio ao enfrentamento das questões que envolvem a diversidade existente no cotidiano escolar como um todo. Trazemos as contribuições dos estudos culturais para compreensão das especificidades que perpassam a diversidade da sociedade atual – como as discussões que envolvem as questões de identidade e diferença –, de modo que encontramos em grandes autores, argumentos pertinentes à proposta deste texto e que compõem o interior das instituições de ensino, como também os principais desafios que enfrenta a gestão escolar. A diversidade cultural necessita ser trabalhada no contexto escolar mediante uma postura crítica e reflexiva das instâncias administrativas e pedagógicas, na medida em que se faz necessário oportunizar espaço para que as diferenças possam ser questionadas e compreendidas, proporcionando uma reflexão sobre a multiplicidade de identidades e, sobretudo valores e representações que nos constituem enquanto sujeitos com diferenças diversas. O principal papel da gestão escolar nesse processo em meio aos desafios no tocante à diversidade a ser delineada no Projeto Político Pedagógico, consolida-se em oportunizar de forma democrática, espaço para o diálogo dos diferentes sujeitos e formação continuada dos seus profissionais.


Texto completo:

PDF

Referências


GIROUX, Henry. Praticando Estudos Culturais nas faculdades de educação. In SILVA, Tomaz Tadeu (org.) Alienígenas na sala de aula: uma introdução aos estudos culturais em educação. 11ª Ed. Rio de Janeiro, Vozes, 2013. p.83-100.

GOMES, Nilma Lino. Indagações sobre currículo: diversidade currículo. Organização do documento: Jeanete Beauchamp, Sandra Denise Pagel, Aricélia Ribeiro do Nascimento. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica, 2008.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós – modernidade / tradução Tomaz Tadeu da Silva, Guacira Lopes Louro - 11. Ed.- Rio de janeiro: DP&A, 2006.

JOHNSON, Richard. O que é afinal, estudos culturais? In: JONHSON, Richard; ESCOSTEGUY, Ana; SCHULMAN, Norma. O que é afinal, estudos culturais? Belo Horizonte: Autêntica, 2006. p.07-132. Tradução de: Tomaz Tadeu da Silva.

MUNANGA, Kabengele. Mestiçagem e experiências interculturais no Brasil. In: SCHWARCZ, Lilia Moritz; REIS, Leticia de Souza (orgs.). Negras Imagens. São Paulo: Edusp, 1996, p. 179-193.

SACRISTÁN, José Gimeno. O currículo: uma reflexão sobre a prática. Tradução Ernani F. da Fonseca. 3. Ed. Porto Alegre: Artmed, 2000.

VASCONCELOS, Celson dos Santos. Projeto Político-Pedagógico: considerações sobre a sua elaboração e concretização. In: Coordenação do trabalho pedagógico: do projeto político-pedagógico ao cotidiano da sala de aula. São Paulo: Libertad Editora, 2013.

VASCONCELOS, Celson dos Santos. Planejamento: plano de ensino-aprendizagem e projeto educativo. São Paulo: Libertad, 1995.

WOODWARD, Kathryn. Identidade e diferença: uma introdução teórica e conceitual. In: SILVA, Tomaz Tadeu da (org). Identidade e diferença – a perspectiva dos estudos culturais. Petrópolis: Vozes, 2000.




DOI: https://doi.org/10.22408/reva12201748136-152

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Flag Counter

Revista Valore 
ISSN: 2525-9008