A gestão de perdas de itens de frigorífico para rede supermercadista

Maria Imaculada Toledo, Valéria Cristina Cunha, Giovana Azevedo Pampanelli Lucas, Marcus Vinícius Barbosa

Resumo


Atualmente a gestão de estoque é um fator crucial para toda e qualquer empresa, principalmente, para o setor supermercadista que tem que gerir uma variedade de produtos. Se bem administrado, evita perdas impactando consideravelmente nos custos organizacionais. Diante desse fato, o objetivo geral desse trabalho é compreender os elementos que envolvem uma gestão de estoque de itens frigoríficos em uma unidade supermercadista localizada na região Sul Fluminense do Estado do Rio de Janeiro, bem como compreender o impacto causado pelas perdas no setor Frigorífico. Verificou-se que as práticas usadas no setor de uma filial de rede de supermercados XYZ tinham perdas incontáveis. Após a implementação da gestão e controle de estoque, o supermercado conseguiu melhorias significativas para eliminação e ou amenização de perdas, fazendo um controle mais assertivo dos processos e produtos. Observou-se, que em qualquer setor na cadeia de perecíveis, faz-se necessário atenção especial, com proposição de ações para melhoria da qualidade, na apresentação externa do setor, na higienização e na redução das perdas.


Texto completo:

PDF

Referências


ANVISA, Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Cartilha sobre boas práticas para serviço de alimentação. Disponível em: www.anvisa.gov.br/divulga/public/alimentos/cartilha_gicra_final.pdf. Acessado em 15/5/2016.

ANVISA, Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Legislação/Resoluções. 31/07/1984. Disponível em: www.anvisa.gov.br/anvisalegis/resol/10_84.htm. Acessado em 03/05/2016.

ASCAR E ASSOCIADOS, A Evolução do Varejo no Mundo. Disponível em: www.ascarassociados.com.br/servicos/evolucao.htm. Acessado em 25/06/2016.

BERNARDES, Cyro. Teoria Geral da Administração, Gerenciando organizações. 3ª edição. São Paulo: Editora Saraiva, 2006.

BRASIL ESCOLA, Qualidade no Atendimento ao Cliente como Fator de Crescimento Empresarial. 2016. Disponível em: monografias.brasilescola.uol.com.br. Acessado em 30/06/2016.

CAMPOS, Vicente Falconi. TQC Controle da Qualidade Total (No Estilo Japonês). 8ª edição. Nova Lima-MG: Editora INDG Tecnologia e Serviços Ltda, 2004.

CARPINETTI, Luiz César Ribeiro. Gestão da Qualidade. Princípios e Requisitos. 2ª edição. São Paulo: Editora Atlas S.A. 2009.

CRUZ, Tadeu. Sistemas e Métodos & Processos, Administrando Organizações por Meio de Processos de Negócios. 2ª edição. São Paulo: Editora Atlas S.A. 2010.

DIAS, Marco Aurélio P. Administração de Materiais: Princípios, Conceitos e Gestão. 4ª Edição. São Paulo: Atlas, 2009

DIAS, Sérgio Vidal dos S. Auditoria de Processos Organizacionais. 3ª edição. São Paulo: Editora Atlas S.A. 2011.

DINIZ,Abílio. O Brasil na Era dos Supermercados. 2012. Disponível em: abiliodiniz.com.br/trajetoria/opiniao/o-brasil-na-era-dos-supermercados/ Acessado em 20/06/2016.

ENAP, Casoteca de Gestão Pública – Sugestões para Elaborar Estudo de Caso. 2016. Disponível em casoteca.enap.gov.br. Acessado em 29/06/2016.

EXECON, Ponto de Pedido - Como Programar Suas Compras e Tranqüilizar o Estoque. 11/2/2015. Disponível em: blog.xcm.com.br/ponto-de-pedido-como-programar-suas-compras-e-tranquilizar-o-estoque. Acessado em 20/05/2016.

GATTI, Bernadete Angelina. A construção da pesquisa em educação no Brasil. Brasília: Editora Plano, 2002.

GATTI, Bernadete. Algumas Considerações Sobre Procedimentos Metodológicos Nas Pesquisas Educacionais. Revista Edufoco. Disponível em: www.ufjf.br/revistaedufoco/files/2010/02/07.pdf. Acesso em 01/07/2016.

GODOY, Arilda S. Introdução a Pesquisa Qualitativa e suas Responsabilidades. Revista de Administração de Empresas, 1995.

FIBBAURU, Gestão Empresarial, Fundamentos e Processos de Negócios Empresariais. Disponível em: www.fibbauru.br. Acessado em 04/05/2016.

NOVOSOLHOS, Processos Organizacionais. Disponível em: www.novosolhos.com.br. Acessado em 23/06/2016.

INMETRO, 2005. Informação ao Consumidor, Freezeres de Supermercados II. Disponível em: www.inmetro.gov.br/consumidor/produtos/freezeres.asp. Acessado em 18/05/2016.

PORTAL G1, Economia/Negócios. 14/08/2015. Disponível em: g1.globo.com/economia/negocios/noticia/2015/08/grupo-pao-de-acucar-segue-como-maior-varejista-do-brasil-veja-ranking.html. Acessado em 15/06/2016.

POZO, Hamilton. Administração de Recursos Materiais e Patrimoniais: Uma Abordagem Logística. 6ª Edição. São Paulo: Atlas, 2010

RTC CONSULTORIA, Gestão de Varejo – 2014. Disponível em: www.rtcconsultoria.com.br. Acessado em 01/06/2016.

SE&PQ, Sociedade de Estudos e Pesquisa Qualitativos. 28.06.2005. Disponível em: www.sepq.org.br/IVsipeq/anais/artigos/52. Acessado em 26/06/2016.

SLACK, Nigel. Administração da Produção. 3ª edição. São Paulo: Editora Atlas S.A. 2009.

SOBER, Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural. Análise do impacto das variações institucionais europeias sobre a governança do sistema agroindustrial brasileiro da carne bovina. Março/2006. Disponível em: www.sober.org.br/ Acessado em 26/05/2016.

THIOLLENT, Michel. Metodologia da Pesquisa-ação. 7ª edição. Editora São Paulo: Cortez; 1996.

TOTVS, Supermercados. Disponível em: www.totvs.com/mktfiles/tdiportais/helponlineprotheus/portuguese/mata290_ponto_de_pedido.htm. Acessado em 03/06/2016.

UNIGRAN, Avaliação das condições higiênico-sanitárias dos açougues de supermercados de Dourados/MS. 2009. Disponível em: www.unigran.br. Acessado em 28/06/2016.




DOI: https://doi.org/10.22408/reva112016509-30

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Flag Counter

Revista Valore 
ISSN: 2525-9008